755 CL dia dos museus 2020

 

 

Reabertura dos Equipamentos Culturais Cascalenses

no Dia Internacional dos Museus

 

Fundação D. Luís I, F. P. (F.D.L.I, P.T.) retoma a sua atividade hoje, 18 de maio, Dia Internacional dos Museus, cumprindo as decisões das autoridades de saúde nacionais e da Câmara Municipal de Cascais. Os equipamentos culturais cascalenses, que, por decisão do Executivo, estão sob tutela programática da Fundação, reabrem as portas a partir de amanhã, 19 de maio, com um horário ajustado às circunstâncias atuais: das 10:00 às 18:00 horas (encerramento para almoço entre as 13:00 e as 14:00 horas).


O Dia Internacional dos Museus pretende chamar a atenção para o papel único dos museus enquanto meio de promoção das trocas artístico-culturais e do enriquecimento das culturas própria e alheias. Este ano, adotando a consigna «Museus pela Igualdade: Diversidade e Inclusão» proposta pelo I.C.O.M., converte-se este dia num grandioso momento de celebração da diversidade de perspetivas que se estratificam na identidade cultural das comunidades e de promoção de toda a utensilagem tecnológica disponível que leve à identificação e superação dos efeitos perniciosos que os museus estão a sofrer perante a redução da normal capacidade de intervenção e o sequente cerceamento das fontes de receita.


Com o objetivo de facilitar o acesso de todos os interessados à arte e à cultura neste período de um ano que fica irremediavelmente marcado pelo impacto negativo que a pandemia COVID19 está a ter em todas as manifestação de cidadania, a Fundação D. Luís I, sempre em estreita colaboração com a Câmara Municipal de Cascais, preparou um programa que será disponibilizado online do qual se salienta a experiência inovadora em 3D da exposição Tesouros da América: A Mescla Latina (que deveria abrir fisicamente este mês no Centro Cultural de Cascais) e a proposta Envolve-te a Partir de Casa, do Serviço Cultural e Educativo do Bairro dos Museus, bem como alguns desafios em forma de questionários (quizzes) relativos aos diversos equipamentos do Bairro dos Museus que foram preparados por Unidades Orgânicas municipais (DAPC e DMCO). Este programa junta-se às visitas virtuais 3D das exposições Paula Rego: Desenhar, Encenar, Pintar (CHPR) e Pintura Democrática (CCC) e à proposta digital de celebração do Dia Internacional da Língua Portuguesa que, com assinalável êxito, foram, entretanto, disponibilizadas. Por outro lado, antecipa a apresentação de visitas virtuais 3D ao Museu da Vila e ao Museu Condes de Castro Guimarães que, como já tinha sido anunciado, serão publicadas nas plataformas digitais a partir de 7 de junho, Dia do Município de Cascais.


A visita aos equipamentos culturais pode ser presencial, mas com lotação limitada e de acordo com o rigoroso cumprimento das regras sanitárias estabelecidas pelas autoridades competentes: estas indispensáveis normas de segurança incluem mecanismos de controlo de acesso; definição de percursos para entrar, circular e sair dos espaços; obrigatoriedade de respeitar uma distância de, pelo menos, dois metros; e a instalação de painéis acrílicos de proteção nas receções, além da não utilização de elementos manuseáveis, como folhas de sala, por exemplo. Assinale-se ainda que a Câmara Municipal de Cascais proporciona líquidos desinfetantes para as mãos e máscaras descartáveis a todos os visitantes.


Como é de todos conhecido, o objetivo primordial dos museus do mundo inteiro, e os museus e demais equipamentos culturais cascalenses não são exceção a essa realidade, é, perante a situação causada pela pandemia, abrir em condições de máxima segurança e higiene, para que o acesso de trabalhadores e visitantes possa ser efetuado com todos os riscos adequadamente controlados: é para isso que trabalhamos.

 

Salvato Teles de Menezes
Presidente do Conselho Diretivo Fundação D. Luís I

 

 

 clique nas imagens para aceder a cada um dos conteúdos

     
375 TestemunhoS   375 Los tesoros de América