Frontpage Slideshow (version 2.0.0) - Copyright © 2006-2008 by JoomlaWorks
GIL TEIXEIRA LOPES

Exposição Sopros de Vida
13 de Fevereiro a 12 de Abril de 2009
 

gil teix 2009

 

O Centro Cultural de Cascais, por iniciativa da Fundação D. Luís I, apresenta uma exposição do Mestre Gil Teixeira Lopes, personalidade marcante das Artes Plásticas portuguesas, composta por pinturas e esculturas recentes, em que pode ser identificado todo o processo de depuração estética e criatividade de Gil Teixeira Lopes à qual deu o título de Sopros de Vida.

 

 P1050024 370x278 2 copy P1050026 370x278 2 copy

Depois de mais de cerca de 90 exposições, desde 1955, no país e no estrangeiro, e de um conjunto de prémios e distinções que traduzem o reconhecimento institucional tanto pela obra do artista como pelo intenso trabalho docente e no campo da investigação, que desenvolveu, Gil Teixeira Lopes acrescenta o seu nome prestigiado à galeria de pintores, escultores, gravadores, fotógrafos, etc. de primeiro plano que já passaram pelas salas do C.C.C.

Como já é habitual neste autor, a força da sua obra pictórica faz-se acompanhar de ensaios e peças de escultura. A História terá de reiterar a importância e o colossal vigor do trabalho deste artista, professor catedrático jubilado de Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa.

 

P1050074 370x278 P1050107 370x278

 

A exposição, foi inaugurada com a presença do artista e contou com a colaboração do Ensemble Galhardia que interpretou alguns trechos de música barroca.

 

P1050038 370x278 P1050474 370x278

Gil Teixeira Lopes nasceu em 1936 em Mirandela. É pintor, gravador, escultor, pedagogo, investigador e professor catedrático jubilado de Pintura da Faculdade de Belas Artes (antiga ESBAL). A sua obra é multifacetada e vasta em técnicas utilizadas e em temas. Recebeu entre 1960 e 1998 cerca de 40 prémios e distinções, quer no país quer no estrangeiro, assim como participou em inúmeras exposições. As suas obras estão representadas em diversas colecções privadas e públicas. No início de 2007, o artista, que se diz inspirado em coisas banais do quotidiano, deu a a conhecer uma pequena parte do muito trabalho que ainda mantinha inédito, com a exposição "Anos 70/70 anos".

 

 

 

Agenda

<<  Setembro 2017  >>
 Se  Te  Qu  Qu  Se  Sá  Do 
      1  2  3
  4  5  6  7  8  910
11121314151617
18192021222324
252627282930