Frontpage Slideshow (version 2.0.0) - Copyright © 2006-2008 by JoomlaWorks
ROBERTO CHICHORRO

Exposição Àgua de Cheiro, Pó de Arroz,

em Tempo de Beija-Flor e Papagaio de Papel 

22 de Janeiro a 6 de Março de 2011.

chichorro_xxl


De 21 de Janeiro a 6 de Março de 2011 esteve patente no Centro Cultural de Cascais uma importante mostra do artista plástico moçambicano Roberto Chichorro, apresentada pela Fundação D. Luís I e comissariada por Álvaro Lobato de Faria, exibindo 31 obras repletas e magia e sedução, luz, música e cor.

Água de Cheiro, Pó de Arroz, em Tempo de Beija-Flor e Papagaio de Papel Exposição de pintura de Roberto Chichorro no Centro Cultural de Cascais

No texto de abertura do catálogo da exposição, o Presidente da Fundação D. Luís I, António d’Orey Capucho, desenhava assim os contornos desta exposição: “Roberto Chichorro, nome maior da cultura moçambicana cujo percurso artístico tem estado intimamente ligado a Portugal, é o pintor que o Conselho de Administração da Fundação D. Luís I seleccionou para inaugurar a temporada de 2011, segmento de artes plásticas, no Centro Cultural de Cascais, apresentando a exposição, Água de Cheiro, Pó de Arroz, em Tempo de Beija-Flor e Papagaio de Papel.

Trata-se de obras de temáticas diversas, vincadamente de teor retrospectivo, que no seu conjunto dão ideia do universo onde o pintor foi buscar, numa incessante procura de novos recursos e motivos, o que de substancial a sua arte transmite em vivências fortes (expressas na exuberância e vibração das cores, na ousadia dos corpos) e rasgos de inspiração dos quais notoriamente declina a apetência pelo imprevisto. A pintura de Chichorro, em que sabiamente se combinam adorno vitalista-figurativo e registo abstracto, mantém a frescura, mas também o vigor, de sempre, sendo de prever uma recepção muito positiva da obra por parte do público cascalense afecto às artes.

O Centro Cultural de Cascais dá, pois, acolhimento aos trabalhos de um representante de topo da pintura moçambicana que tem encontrado em Portugal tranquilidade e ânimo para exprimir na tela o melhor da sua arte, congratulando-me com a presença, no nosso Concelho, de tão prestigiada figura".
.
 
 Fotografias da exposição no Centro Cultural de Cascais
.
 .
 
 
.
.
 
ROBERTO CHICHORRO, nasceu em 1941 em Lourenço Marques.
Trabalhou como desenhador de publicidade e arquitectura, e como decorador de pavilhões para feiras internacionais em Moçambique.
Fez cenografias para espectáculos e ilustrou vários livros.
De 1982 a 1985 é bolseiro do Governo Espanhol, em Madrid, para cerâmica (Taller Azul) e zincogravura (Óscar Manezzi).
Em 1986 é bolseiro do Governo Português, vivendo em Portugal desde essa data e dedicando-se exclusivamente à pintura.
.
.
Exposições Individuais
1967
Galeria da Cooperativa de Lourenço Marques (Moçambique).
1971
Casa de Moçambique / Lisboa (Portugal).
1972
Galeria Cita / Luanda (Angola).
1984
Galeria Zodíaco / Madrid (Espanha).
1985
Galeria de Arte do Casino Estoril / Estoril (Portugal).
Galeria Zodíaco / Madrid (Espanha).
1986
Galeria Tempo – Gaiolas com Mulatas de Sonhar Cor-de-Rosa / Lisboa
(Portugal).
1987
Galeria da Pousada de Palmela – Varandas de Lua Cheia / Palmela (Portugal).
1988
Casa do Povo de Bissau – Janelas Suburbanas / Bissau (Guiné).
Galeria Sta. Justa – Violas de Lata para uma Rua Descalça / Lisboa (Portugal).
1989
Galeria Sta. Justa / Lisboa (Portugal).
1990
Galeria Arte Vária / Coimbra (Portugal).
1991
Galeria Belo Belo / Braga (Portugal).
Centro de Estudos Brasileiros / Maputo (Moçambique).
Galeria Sta Justa – Azul Subúrbeo também com noivas / Lisboa (Portugal).
1992
Galeria Artela / Lisboa (Portugal).
Centro Cultural Franco-Guineense / Bissau (Guiné). Palácio dos Congressos da
Cidade da Praia (Cabo Verde). Centro Cultural do Mindelo Câmara Municipal
do Sal (itinerante).
Galeria Arte Vária / Coimbra (Portugal).
1993
Galeria do Casino da Figueira da Foz / Figueira da Foz (Portugal).
Galeria de Arte do Casino Estoril – Em Tempo de Pó de Arroz Água de Cheiro
(Semana da cultura de Moçambique) Estoril (Portugal).
Galeria Belo Belo Braga (Portugal).
1994
Galeria Confilarte – Vila Praia de Âncora (Portugal).
Galeria Artela – Jogos a Brincar com Areia / Lisboa (Portugal).
Galeria Loios / Porto (Portugal).
1995
Galeria Alfama / Madrid (Espanha).
Galeria Colares - Colares (Portugal).
Galeria Ara / Lisboa (Portugal).
Galeria Arte Vária / Coimbra (Portugal).
1996
Galeria Belo Belo / Braga (Portugal).
Fundação José Bonifácio - Rio de Janeiro (Brasil).
Galeria Artela / Lisboa (Portugal).
Galeria Arte & Mar / Sesimbra (Portugal).
1997
Almadarte Galeria – Costa da Caparica (Portugal).
Centro Cultural Português Praia/Santiago-Mindelo/S.Vivente (Cabo Verde).
Galeria Arte Vária – Coimbra (Portugal).
1998
Galeria ARA / Lisboa (Portugal).
Galeria Artela / Lisboa (Portugal).
Galeria Belo Belo / Braga (Portugal).
1999
Galeria Arte Vária – 10º aniversário / Coimbra (Portugal).
2000
Museu Martins Correia / Golegã (Portugal).
Casa da Cultura da Calheta C/lançamento de tapeçaria / Madeira (Portugal).
Galeria Artela / Lisboa (Portugal).
25ºaniversário da Independência de Cabo Verde, a convite do governo local - Galeria Belo Belo /
Braga (Portugal).
2001
Galeria Arte Vária 12º aniversário / Coimbra (Portugal).
2002
Almadarte / Galeria Costa da Caparica (Portugal).
Galeria Arawak / St.Domingo (Rep.Dominicana).
2003
Museu da Electricidade / Madeira (Portugal).
Galeria Arco 8 /Açores (Portugal).
Galeria Arte Vária – 13º aniversário / Coimbra (Portugal).
2004
Galeria Ditec / Lisboa (Portugal).
Galeria Belo Belo / Braga (Portugal).
Fundação Cupertino Miranda / Porto (Portugal).
Galeria Mónica / Porto (Portugal).
Galeria Vila Verde de Ficalho / Alentejo (Portugal).
2005
Galeria do Castelo / Câmara Municipal de Ourém (Portugal).
2006
MAC – Movimento Arte Contemporânea – Musiqueiros para noite enluarada / Lisboa (Portugal).
2008 MAC – Movimento Arte Contemporânea – Tempo de Noivamentos com flores de ser jacarandá,
Lisboa (Portugal).
2009
Mediateca do BCI – Retrospectiva / Maputo (Moçambique).
Museu Municipal de Coimbra (Portugal).
MAC – Movimento Arte Contemporânea – Karingana – estórias de era uma vez / Lisboa (Portugal).
2010
Centro Cultural da Figueira da Foz (Portugal).
MAC – Movimento Arte Contemporânea – Arlequinando Vidas de Fado / Lisboa (Portugal).
.
Exposições Colectivas
1966
Exposição dos Festejos da Cidade de Lourenço Marques / Lourenço Marques (Moçambique).
1973
Salão de Arte Moderna de Luanda / Luanda (Angola).
1984
Exposición del Bicentenário 1784-1984 Caja de Ahorros y M.P.de Salamanca / Salamanca
(Espanha).
1985
Galeria Alfama El circo en el Arte / Madrid (Espanha). Galeria Alfama, Homenaje a la musica - Madrid
(Espanha). Taller Malasaña Grabados Gran Formato - Madrid (Espanha).
1986
II Bienal de Havana - Havana (Cuba). Galeria Grade - Aveiro (Portugal). Espaço DITEC - Lisboa
(Portugal).
1987
“Marca da Madeira/87” – Madeira (Portugal).
Salão de Outono Galeria de Arte do Casino Estoril – Estoril (Portugal).
II Exp.Artistas Modernos Portugueses Galeria de Constância – Constância (Portugal). Galeria
Neupergama – Torres Novas (Portugal).
Colectiva de Natal 87 Atrium da Imprensa - Lisboa (Portugal).
Casa da Cultura de Estocolmo - Estocolmo (Suécia).
Pintura e Escultura Espaço de Arte “Ocorredor” - Lisboa (Portugal).
1988
14+1 Pintores Contemporâneos - Galeria Neupergama - Torres Novas (Portugal).
1989
Exposição Cal - Los Angeles (U.S.A.)
Galeria Arte Vária - Coimbra (Portugal).
Galeria Neupergama - Torres Novas (Portugal).
Salão de Outono Galeria de Arte do Casino Estoril - Estoril (Portugal).
1990
Salão de Aguarela Galeria de Arte do Casino Estoril – Estoril (Portugal).
Feira de Arte de Nova Iorque – Nova Iorque (U.S.A.).
Galeria Neupergama – Torres Novas (Portugal).
1991
Pequeno Formato Galeria Santa Justa – Lisboa (Portugal).
Salão do Pequeno Formato Galeria de Arte do Casino Estoril - Estoril (Portugal).
Galeria Artela – Lisboa (Portugal).
Bienal de Óbidos – Óbidos (Portugal).
1992
Galeria Neupergama – Torres Novas (Portugal).
Salão do Pequeno Formato / Galeria de Arte do Casino Estoril - Estoril (Portugal). Galeria Arte Vária
– Coimbra (Portugal).
Palácio Galveias – Lisboa (Portugal).
Galeria de Arte de Vila Nova de Cerveira – Vila Nova de Cerveira (Portugal).
Galeria Santa Justa – Lisboa (Portugal).
Expo92 – Pavilhão de Moçambique / Sevilha (Portugal).
Encontros de Arte Contemporânea, Golegã (Portugal).
1993
Feira de Arte de Coimbra / Galeria Belo Belo - Braga (Portugal).
Galeria Arte Vária / Coimbra.
Quinta da Anunciada Nova / Tomar (Portugal).
Alcântara Studio / Lisboa (Portugal).
Galeria Holly / Lisboa (Portugal).
Galeria Triângulo 48 / Lisboa (Portugal).
1994
Salão de Outono Galeria de Arte do Casino Estoril / Estoril (Portugal).
Galeria Janela Verde / Lisboa (Portugal).
Salão do Pequeno Formato - Galeria de Arte do Casino Estoril / Estoril (Portugal).
1995
Galeria Belo Belo - Braga (Portugal).
A.D.R.Fine Artes - Los Angeles (U.S.A.).
1996
Feira D’Arte de Santander / Santander (Espanha).
Museu José do Cabo Frio - Cabo Frio (Brasil).
1997
Colectiva de Aguarela Casino Estoril / Estoril (Portugal).
1998
Museu d’Água de EPAL-Mãe d’Água / Lisboa (Portugal).
Palácio D. Manuel C/ lançamento do livro “Vida e Obra de Roberto Chichorro” / Évora (Portugal).
1999
Galeria Fábrica das Artes – Torres Vedras (Portugal).
Galeria Arte Vária – 10º aniversário / Coimbra (Portugal).
2000
Galeria Arte Vária – 11º aniversário / Coimbra (Portugal).
Exposição de Arte Contemporânea Portuguesa Price Waterhouse Coopers – Reservatório da
Patriarcal / Lisboa (Portugal).
2004
Galeria Casino Estoril Salão de Outono - Lisboa (Portugal).
2005
Galeria Casino Estoril.
2006
MAC – Movimento Arte Contemporânea / Lisboa (Portugal).
2007
MAC – Movimento Arte Contemporânea / Lisboa (Portugal).
2008
MAC – Movimento Arte Contemporânea / Lisboa (Portugal).
2009
MAC – Movimento Arte Contemporânea / Lisboa (Portugal).
2010
MAC – Movimento Arte Contemporânea / Lisboa (Portugal).
Prémios
1973
Prémio de Aquisição no Salão de Arte Moderna – Luanda (Angola)
1987
Menção Honrosa no Salão de Outono do Casino Estoril – Estoril (Portugal)
1991
Menção Honrosa na Bienal de Óbidos – Óbidos (Portugal)
2006
Prémio MAC`2006 Carreira (Movimento Arte Contemporânea) – Lisboa (Portugal)
2008
Prémio MAC`2008 Pintura (Movimento Arte Contemporânea) – Lisboa (Portugal)
2009
Prémio MAC`2009 Honorário (Movimento Arte Contemporânea) – Lisboa (Portugal)
.
.
Museus e Colecções
Museu de Arte Moderna do Maputo – Maputo (Moçambique)
Museu de Arte Contemporânea de Lisboa – Lisboa (Portugal)
Museu de Arte Contemporânea de Luanda – Luanda (Angola)
Colecção da Caixa Geral de Depósitos – Lisboa (Portugal)
.
.
Referencias
1987
Dicionário de Pintores e Escultores Portugueses
Fernando de Pamplona
Livraria Civilização /Editora – Porto
1991
80 Artistas em Portugal
Margarida Botelho
ER/Editores Reunidos
1992
Aspectos das Artes Plásticas em Portugal
Fernando Infante do Carmo
Edição do Autor
1995
Dicionário de Pintores e Escultores Espanhóis do século XX
Mário Antokin Paz.
Edic.Forum, Artis S.A. Madrid
1997
Who is Who Of the Artists in Portugal - A Biographical Dictionary
André Jean Paraschi
Sol Invictus
.
Ilustrações
1987
“Xicandarinha na Lenha do Mundo” – Calane da Silva. Associação dos Escritores Moçambicanos
Col. Karingana, nº.4.
1988
“O Panfleto” – Domingos Van-Dunem. União dos Escritores Angolanos / Edições ASA. “Maria” – José
Craveirinha / Alac.
1991
“A Poética de José Craveirinha” – Ana Mafalda Leite. Col.Palavra Africana / Vega. “Vinte e tal novas
formulações e uma elegia carnívora” – Luis Carlos Patraquim. Col.Juntamon / Alac.
1992
“Mariscando Luas” – Luis Carlos Patraquim / Ana Mafalda Leite / Roberto Chichorro, Vega.
1993
“Amanhã a Madrugada” – Vera Duarte. Col.Palavra Africana / Vega.
“A Palavra Dividida” – Nelson Saúte. Col.Palavra Africana / Vega.
“Não quero ser grande” – Maria Rosa Colaço. Editorial Escutor Littérature du Mozambique (capa).
1995
“Como fui expulso de Capelão Militar” – Mário de Oliveira. The Literary Review Fairleight Dickinson
University.
1996
Relatório dos PALOP – Ilustração do separador “Moçambique”.
1998
“Timor – O maior campo de extermínio do mundo” – Miguel Faria Bastos. Editorial Caminho.
“Nero – O cão” – Maria João Carvalho. A Mar & Arte.
1999
“Oralidades & Escritas nas Literarturas Africanas” – Ana Mafalda Leite. Ed. Fernando Mão de Ferro.
2000
“Isto & Aquilo” – Jorge Miranda Alfama / Artiletra Editora.
2001
“Edgar e o Canário” – Maria João Carvalho.
“Para Fazer um Mar” – Virgílio de Lemos. Instituto Camões.
2002
“Romance Fluminense” – Martinho da Vila. Eurobraque Editores.
“Mia Couto: Pensamentos e Improvérbios” – Fernanda Cavacas. Mar Além & Instituto Camões.
“Uma Borboleta quase branca” – Maria João Carvalho.
2004
Edição dos Lusíadas, editada pela GSPIE (Global System Publicity).
2006
“Ventos da Minha Alma” – Sebastião Alba. Edições Quasi.
“O homem que não podia olhar para trás”. Nelson Saúte. Colecção Mama África. Editora Língua
Geral, Lda. (Brasil).
“Debaixo do Arco-íris não passa ninguém”. Zetho Cunha Gonçalves. Colecção Mama África. Editora
Língua Geral, Lda. (Brasil).
2007
“O Pássaro da Primavera”. Pedro Saraiva.
“A Caçada Real”. Zetho Gonçalves.
“Cruzeiro do Sul”. Zé Portugal.
Tags: 2011 Janeiro Fevereiro Março Pintura
 

Em Destaque

CICLO - HOMENAGEM

185FL-G

...

P E R C U R S O   L U S I T A N O

DSC07682 185

...

Agenda

<<  Agosto 2017  >>
 Se  Te  Qu  Qu  Se  Sá  Do 
   1  2  3  4  5  6
  7  8  910111213
14151617181920
21222324252627
28293031